SIENP
Simpósio Internacional de Estomaterapia do Noroeste Paulista

  • 26 a 28 de abril de 2018
    Vol. 4, abril ISSN: 2526-7078
  • São José do Rio Preto, SP - Brasil
    Teatro UNIP (Campus JK)
  •  
    Trabalho

    Tema: Estomias

    A eficácia do processo de demarcação prévia do estoma em hospital de são josé do rio preto

    DAISY CRISTINA VITOR, Fabrícia Maciel Barbosa, Adriana Pelegrini dos Santos Pereira

    Introdução :Demarcação é a determinação de limites por meio de marcas, com o intuito de delimitar uma região ideal para a abertura do estoma e proceder a demarcação com a finalidade de favorecer durante o ato cirúrgico, a confecção de uma abertura anatomicamente adequada que permita a adaptação de dispositivos para a coleta dos efluentes com o mínimo de desconforto para o paciente. Quando o estoma fica no local ideal evita-se várias complicações para o paciente e favorece o auto-cuidado. Objetivo: Conhecer o perfil dos estomizados atendidos em um hospital de referência de São José do Rio Preto, avaliar a qualidade da construção do estoma na parede abdominal, associando com o surgimento de complicações, identificar as complicações pós - operatórias dos estomizados intestinais nesse referido hospital. Método: Estudo do tipo descritivo, exploratório, de corte transversal e com abordagem quantitativa será desenvolvido para identificarmos quais complicações pós-operatórias ocorrem na cirurgia de estomias intestinais, sendo o cliente submetido à demarcação prévia para confecção do estoma ou não. O trabalho foi realizado em uma instituição de referência no tratamento das patologias colorretais e atendimento ao estomizado intestinal, localizado na cidade de São José do Rio Preto, interior de São Paulo. A amostra foi constituída por 23 pacientes. Esta pesquisa aconteceu no período de abril a setembro de 2010. Resultado: Em nosso estudo 15 dos pacientes, foram do sexo masculino e 8 do sexo feminino, com idade média de 55,4 anos, 73,9% dos pacientes eram casados, 34,8 com ensino fundamental, 34,8 aposentados, 73,9 com estoma secundário ao câncer colorretal. Quanto às características do estoma:12 foram demarcados previamente e 11 não foram demarcados. Em relação à localização do estoma: 4,34% não demonstraram as especificações científicas indicadas para a distância da linha da cintura, 8,69% para a cicatriz umbilical, 17,39% para a distância da incisão cirúrgica, 13,04% para o rebordo costal 100% apresentaram as especificações indicadas para a crista ilíaca.rn Conclusão: Concluiu-se que a maioria dos pacientes tanto os que foram demarcados quanto os que não foram, apresentaram localização adequada do estoma respeitando os princípios da demarcação. Acreditamos que este estudo demonstra a importância da assistência especializada, em especial a demarcação prévia do estoma, uma ação do enfermeiro estomaterapeuta ou enfermeiro treinado, que contribui em uma melhor qualidade da assistência e facilita o autocuidado bem como o retorno precoce à sociedade.

    Palavras-chave: “Demarcações” and “Estomas”, Estomas, Demarcação.


    1. Cesaretti, I.U.R. O enfermeiro e demarcação do local da estoma intestinal ou urinário. Acta Paul. Enf., São Paulo,1998, v.11, n.3,60-69.
    2. Duchesne JC, Wang YZ, Weintraub SL, Boyle M, Hunt JP. Stoma complications: a multivariate analysis. Am Surg 2002, 68(11):961-6.
    3. Mendonça RS. Et al. A importância da consulta de enfermagem em pré-operatório de ostomias intestinais. Rev Brasileira de Cancerologia 2007,53(4): 431-435.
    4. Santos, VLCG. Fundamentação teórico-metodológico da assistência aos estomizados na área da saúde do adulto. Rev. Enf. USP, 2000, v.34, n.1, 52-8.
    5. Shellito PC. Complications of abdominal stoma surgery. Dis Colon Rectum 1998, 41(12):1562-72.
    Garanta já
    a sua vaga
    QUERO ME
    INSCREVER AGORA
    Compartilhe esse Evento
    PROMOÇÃO E REALIZAÇÃO


    PATROCINADORES

    APOIO CIENTÍFICO

    APOIO INSTITUCIONAL